Dia 113, Receita 90, 91 e 92 - Ano 2007

Não via a hora de chegar em casa hoje para finalizar as receitas, e também porque vou sair com uns amigos.
Como já tinha deixado as receitas quase prontas, foi super fácil só desenformar, assar e esquentar o que tinha aqui.

Bom preparei três receitas: Torrone, Peru na Cerveja e Farofa de menina rica da Tati.
O que tinha deixado pronto foi o torrone, pois ele precisava de boas horas de geladeira, já o peru deixei temperado na geladeira e só pedi para a Marina colocar no forno assim que chegasse, afinal ele levou duas horas lá dentro, e a farofa eu preparei agora mesmo.

Para fazer o torrone, aqueci numa panela o mel, o açúcar e água. Deixei no fogo médio até formar um fio grosso - cuidado porque ele pode querer escorrer para todos os lados. Na batedeira coloquei as claras e bati até ficar em pontos de pico, bem claras em neve. Enquanto batia fui acrescentando a calda de mel que tinha feito para bater junto, e também a gelatina incolor dissolvida. Quando desliguei a batedeira acrescentei os amendoins triturados e reservei. Com uma forma de buraco no meio untei com calda de caramelo quente e logo em seguida coloquei toda a massa do torrone. Levei para a geladeira por 6 horas - ou mais, pois não tenho este lindo tempo livre. Hoje apenas desenformei.

O peru confesso que foi um pouco chocante. Não sei se já contei aqui, mas lidar com animais praticamente inteiros na cozinha não é muito a minha praia, tanto que respirei várias vezes antes de colocar a mão no bixo.
Criei coragem e fui, comecei lavando em água corrente e em seguida esfreguei o suco de três limões e cobri todo ele com fubá. Depois de uns minutos lavei com água fervente - diz o livro que isto vai ajudar na eliminação de gordura do peru. À parte no liquidificador bati a cebola, alho, óleo, cebolinha e salsinha, sal e a cerveja.
Depois do descanço do peru, com um barbante amarrei suas asas para trás e as pernas no sentido certo. Com ele na forma mergulhei todo aquela marinada e então dexei na geladeira por 8 horas. 
Hoje foi só assar e pronto, peru bêbado de cerveja. 

Quando olhei para a farofa achei que não fazia parte do meus planos no projeto, ou seja, imagnei que fosse apenas um complemento. Pois estava enganado, ela está no sumário e então vou prepara-lá.
Numa frigeira alta coloquei a cebola picada, alho e o bacon. Logo e seguida acrescentei juntei os pimentões, as azeitonas, a pimenta dedo de moça e o sal. Quando já estavam bem refogados, juntei as frutas secas trituradas, como as amêndoas, castanha do pará, castanha de cajue amendoi. Misturei finalizando assim a farofa.

Resultado Final:




Só para amantes de amendoim.





Combinação perfeita.

5 comentários:

Ѽ Gяεg Cαstяø disse...

Hummmmm...

Showzaço!!Adoro amendoim!!E estamos na época dele!rsrsrsrs

Já esse outro prato me deu uma fome!heuheuheue

Valw Barão, abração!
=D

23 junho, 2010
Maira disse...

Muito engraçada a parte de animais quase inteiros na cozinha rsrs

23 junho, 2010
Tat Santos disse...

Que delícia!
Eu gosto muito de torrone, mas nunca tinha visto desse aí. Sempre como aquela barrinha da Montevérgine (e prefiro a de castanha) que é branquinha. Estranhei.
Gabriel, eu tô pra falar isso a um tempão: Pq vc não põe a data no post? É que eu nunca lembro qual eu já li, tenho sempre que começar a ler o post pra ver, não consigo marcar pelo dia/receita. Ajuda aí vai!? rsrsrs

24 junho, 2010
Marcia Mello disse...

aiaiaiaia AMEIIIIiiii

25 junho, 2010
Nina Morais disse...

Olá, Gabriel.
Vi há alguns (vários) dias sua matéria no Mais Você, mas como apenas ontem consegui assistir o filme Julie & Julia, lembrei da matéria e resolvi dar uma passada por aqui.
Lindo filme, mágico, assim como foi bela sua idéia deste blog.
Parabéns e sucesso.

27 junho, 2010

Postar um comentário